16 de agosto de 2017

From Instagram with Love


Questiono.


Deixo-me ir ou paro de andar? [se bem que parar... ]


(Ainda) Faz sentido? Estarei cansada (?!) Vou na roda a partilhar tanto da nossa vida?! 


São 5 anos de blogue, outros tantos de IG, e um fenómeno social tantos dias incompreendido. Um diário de bordo, a nossa família e o que mais AMO, os meus miúdos! A rotina e um legado que o FB (re)lembra, os anos passados; e um romance, sempre que partilho o imediato.


Na verdade, não escrevi um livro, mas plantei uma árvore! 

Não sou uma Mãe com pinta, mas Mãe galinha dos seus 3 pintos. 

Não tenho m,m seguidores e não sou influencer.


Decido então na fluidez de um clique.


Enquanto me souber a mel e estiver no mood e eles se divertirem tanto quanto eu e alinharem com a câmara e estivermos todos felizes e apaixonados, continuar a "partilhar" afetos. Não deveria ser assim, a vida?



Depois agradeço aos que estão desse lado (mesmo que incógnitos e de forma só visível aos meus olhos) e muito, muito àqueles que sem medos me dão a cara, um "like" e as mãos, quando acompanham a nossa caminhada! ❤️





Estamos de férias e todos os dias no Instagram @meninosdesuamae ;)










9 de agosto de 2017

Real us...


Ainda estamos "por casa", são as férias deles e prometi-lhes as melhores!

Não tem sido pacífico gerir três miúdos enérgicos, asneirentos e uma dinâmica cada vez mais exigente dos três. Passo os dias numa gestão de conflitos de manos, que me deixa completamente KO! Também há espaço para mergulhos, passeios, jogatanas mas eles querem sempre muito mais...  

Os miúdos estão imparáveis! E a velha história "do pulo" das férias é mesmo verdade!  Vejo-o com os meus próprios olhos. Voltaram a crescer - o Sebastião já deixou a fralda!!; e foram-se os bebés... - e já pedem outras "coisas". 


... Para suavizarmos tanta energia e refrescar um bocadinho a (falta) de rotina recebemos para um summer lunch :) a tia S, minha amiga de infância. Os nossos filhos também se conhecem desde o primeiro dia e são uma turminha daquelas.

carga dos trabalhos que é estar em casa com filhos de férias ficou revezada e passámos um belo dia! :) Entre correria, mergulhos, birras e afins deu para pormos a conversa em dia e ouvir muita música. O que eles dançaram!! 

À tardinha quando o A chegou, e antes de pôr todos na banheira, contamos-lhes como tinha sido tão cheio e divertido o dia. O pai fotografou o durante... choro, abraços, beijos, ...

Somos mesmo nós! 


(E estamos mesmo a precisar de férias e dar o fora daqui!)




O nosso Instagram.























3 de agosto de 2017

As férias (deles)


As férias deles deviam ser perfeitas!

Com mergulhos a toda a hora, pés descalços, risadas, gelados e sem as rotinas dos outros dias.

Deviam não ter horas para deitar e muito menos para sair da cama.

Deviam ter todos os dias jardim e escorrega, televisão, jogos de mesa e muita bicicleta. E uma bola!

Deviam ter toda a liberdade dos pais, abraços a toda a hora e não - as nossas - mãos na massa para almoços e jantares...

As férias deles deviam ser mesmo férias! Sem queixas (nossas), reclamações e repreensões... e cabeças de adultos ainda cheias (de nada).

Nas férias deles não devia correr o tempo e só havia tempo para eles.

Nas férias deles também queria eu tirar férias (de tudo e tantas coisas) e estar aqui só para eles .

Amanhã começam as minhas férias! E ainda tenho a cabeça cheia, os olhos de olheiras e o que queria mesmo era estar de férias. 

Este ano fiz-lhes uma promessa. Vou juntar as minhas férias às férias deles e vamos estar os 4 de férias! Não sei se vai dar, todos os dias estar (mesmo) de férias, mas vou esforçar-me para que sejam as melhores (férias) de sempre! 


Acompanhem as nossas férias no Instagram @meninosdesuamae ;)






2 de agosto de 2017

Vencedora Passatempo - Combate à celulite!



Muitos parabéns Patricia Vidal Pinto, vencedora deste passatempo!
Aguardo o seu email  com a morada para informar a minha conselheira Mary Kay e receber o seu creme/gel.

Obrigada por mais participações e por estarem desse lado :)


26 de julho de 2017

The kids are ok



Nao foi hoje nem ontem. Eles continuam felizes, livres e a crescer na casa de férias dos avós. 

Foi num dos primeiros dias das férias deles. Jogámos dominó. Como adoramos um bom jogo de mesa, e já fazia tempo que não conseguia este "tempo" nosso. Até já nem me lembrava do tanto de bom que ele nos traz. E foi em repeat até irem para a cama...

Mas depois... vem toda uma logística, e tantos dias do 1+3 e ao sétimo mês começamos a acusar a vida rotineira (que amamos!) e o cansaço...

Parece uma prova de fogo, assim que pomos um pé em casa depois do dia de escola.

Ao final do dia não é de forma ágil que "me dou" e "respondo" aos três. Um a um; e atendo ou entendo o que cada um deles procura em mim. E não fico de ânimo leve...

Mas disfarçamos, descomplicamos e seguimos para bingo! E há uma verdade soberana: I'm too blessed to be stressed!

Muitos dias opto estrategicamente por voltar a sair, assim que entro. Pegam nas bicicletas ou na bola, ou mesmo com as mãos a abanar vamos queimar pilhas pelo bairro.

"Fujo" de casa para não me perder com outros estímulos que teimam em "distrair-me" do foco: os meus miúdos! 

Noutros adio a chegada com uma rota diferente que eles também gostam. De carro, dou a volta pela marginal ribeirinha. Ouvimos música, cantamos e recordamos o barco da avó Luísa... O carro confina-nos uns para os outros. Só! E mais nada! E no fundo é mesmo disto que eles precisam a cada final de dia. Contam as aventuras, o que correu bem e menos bem, é um exercício que faço com eles muitas vezes. Por outro lado, "cortamos" em birras e eu chego a casa mais disponível para enfrentar as tarefas que ainda temos pela frente.

No inverno tento ser mais meticulosa... para gerir toda esta adrenalina.... mas agora é verão!, temos muitas opções e eles estão de férias!

Temos a sorte do nosso bairro me aparar tantas e tantas vezes os golpes e da piscina; são os meus aliados para muitos dos dias conseguir "pôr de pé" um jantar e o dia seguinte.

Depois é vivê-los com toda a intensidade... que estão a crescer tão depressa...

E já sabemos. O Sebastião vive para fazer asneira! E ai de nós quando tentamos contornar esta personalidade vincada. 

Avançámos para o desfralde! [Embora tivesse tudo planeado só para agosto.] Foi ele que nos "disse" que já estava mais do que na hora, e eu andava a olhar para o lado... Então lá me enchi de coragem - para esta fase preciso de alguma - e fui em frente! Já não quer fralda e não pede xixis/cocos. Vai e faz! (e limpa-se sozinho!) Na casa de banho ou nos canteiros e no chão do jardim. 
[... já está muito melhor... ]

No topo dos estadios temos o vicente. Bom e feliz na sua escola, com uma generosidade pura, já não dispensa uma boa conversa, com princípio, meio e fim e daquelas de se perder o fio à meada. Mas os 8 também já trazem alguma irreverência, mas que acabam ainda em beijos e abraços. E sempre de olho nos irmãos!

O nosso ternurento drama kid, o mais dependente de mim, o que me ama :) começa aos poucos a soltar-se e achar-se capaz. Faz arte de tudo onde mete as mãos! E eu sempre tão orgulhosa dos três!


No fim do jogo adormeceram, cada um na sua cama... Estavam felizes! E eu senti-me tranquila de ter sido a Mãe perfeita para eles neste dia; ainda que completamente Real.